Como funcionam os Juros rotativos – Dicas para não cair

Quem tem cartão de crédito fica em dúvida sobre como funciona os juros rotativos. Além disso, o que muitos usuários não sabem é que você vai pagar tudo que gastou na fatura do fim do mês.

Os juros rotativos precisam ser evitados de qualquer forma, portanto, a seguir trazemos um breve guia. Confira mais informações a seguir.

O que são juros rotativos

Os juros rotativos são as taxas aplicadas quando ocorre o crédito rotativo. Ou seja, usar o saldo do cartão de crédito durante o mês e não pagar pelo que foi gasto.

Estes juros vão entrar em cima do que restou na fatura do mês anterior, além de adicionar um valor a mais. Esta quantia deve ser paga na próxima fatura.

No entanto, antes de usar esta opção é preciso ter atenção. Deste modo, eles podem acumular diversos pagamentos para as faturas seguintes.

Recentemente o Banco Central alterou e os juros rotativos tiveram mudança em abril de 2017 e se mantém até hoje. O pagamento mínimo da fatura por um mês e o banco não pode seguir com a dívida por meses indeterminados.

O objetivo desta medida é evitar o acúmulo de dívidas no país ou inadimplência.  Nas regras antigas as instituições bancárias aplicavam juros na qual cresciam todo mês.

Além disso, o próprio Conselho Monetário Nacional estabeleceu algumas condições para porcentagem do pagamento mínimo da fatura.  Contudo a porcentagem mínima que o cliente pode pagar fica definida pelo banco conforme perfil e política de crédito do banco.

Cartão de Crédito Sem Sair de Casa
Cartão de Crédito Sem Sair de Casa

Muita atenção ao optar por este tipo de juros. Para ter uma base os rotativos são os mais altos o mercado financeiro. Em 2017, a taxa chegou em 334,6% ao ano.

3 dicas para não cair nos juros rotativos

Os usuários do cartão de crédito que tem dinheiro e estão apertados no final do mês devem evitar pagar o mínimo do cartão de crédito. Para não cair nesta cilada, veja as dicas.

1 – Planejamento de gastos

Procure criar um planejamento e use apenas o que você pode pagar. O ideal é gastar e pagar de acordo com o seu salário.

2 – Programas pra controle de gastos

Uma forma de organizar suas contas é usar algum aplicativo ou planilha com todos os seus gastos.

Estes itens podem ajudar a delimitar todas as compras do cartão, seguindo apenas o seu calendário. Com este processo é possível saber quanto dinheiro você apresenta em sua conta e se a quantia é suficiente para todas as despesas até o final do mês.

3 – Controle

Se você tem o hábito de gastar mais do que você ganha é preciso rever os seus gastos. Para evitar os juros rotativos observe os gastos que podem ser retirados da sua rotina. Neste processo pode ser mais fácil pagar o valor total da sua fatura.

Para ter controle, veja se você compra itens desnecessários. Em outro caso, vale optar pelos produtos mais baratos ou então fazer pesquisas antes de comprar em primeiro momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *